Flúor – A Primeira Aplicação em Crianças

criança escovando os dentes (Flúor)

A partir do momento em que os dentes nascem, já estão sujeitos a ação da placa bacteriana e outros agentes ácidos que podem comprometer a estrutura da superfície do esmalte dental. Por este motivo, sua superfície entra em contato com o meio bucal, eles já podem receber os benefícios do flúor, mas cabe ao Odontopediatra recomendar e definir a melhor maneira de utilizá-lo (momento para iniciar, tipo, freqüência, etc.).
Os meios mais utilizados para a aplicação dos fluoretos nas superfícies dentais são os cremes dentais com flúor, em forma de gel, espuma ou verniz no consultório odontológico, pelo dentista.
A Associação Brasileira de Odontopediatria não recomenda a suplementação de fluoreto, ou seja, a ingestão oral de medicamentos que o contenham.
Por volta dos 05 a 06 anos de idade, com a erupção dos primeiros molares permanentes o do uso do flúor no creme dental, deve ser determinada pelo profissional.
Os pais devem estar atentos, pois as crianças tendem a ingerir o creme dental, levando a intoxicação do organismo pelo fluoreto e ao risco de fluorose dentária (manchas dos dentes).
Nos casos em que o creme dental com flúor for recomendado, orientações devem ser recebidas quanto à quantidade de pasta dental a ser colocada na escova, (Figura 1), a freqüência de escovação e quem deverá fazer a limpeza. Procure as orientações com um (a) Odontopediatra.


Figura 1
fonte: www.aboadontopediatria.org.br

Os pais/responsáveis devem ser instruídos pelo dentista quanto a necessidade do uso do creme dental com flúor, dependendo do risco de cárie e definir a freqüência de escovação e quantidade de creme dental que não deve exceder o tamanho de um grão de arroz cru.

Fontes:
1. Noronha JC, Myaki SI, Paiva SM. Utilização dos Fluoretos In: Associação Brasileira de Odontopediatria. Manual de Referências para Procedimentos Clínicos em Odontopediatra, 2009. p. 95-100.
2. Departamento de Atenção Básica. Secretaria de Atenção Básica. Ministério da Saúde. Caderno de Atenção Básica n°17, 92p. Brasília. 2006.
3. Site: www.abodontopediatria.org.br

COS   •   Av. Vereador José Diniz, 3766 - São Paulo - SP   •   Fone: (11) 5543-4722